sexta-feira, 4 de dezembro de 2015

Campanha para redução de acidentes de trânsito em Cuiabá


Olá!

No dia 1º de dezembro, foi lançada em Cuiabá a campanha Placar da Vida, cuja meta é reduzir em 20% o número de mortes causadas por acidentes de trânsito na cidade. O lançamento da campanha foi realizado pela Prefeitura de Cuiabá e a Associação de Famílias Vítimas de Violência (AFVV) em conjunto com diversos parceiros, como o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), a Secretaria Estadual de Saúde e secretarias municipais.

A AFVV é uma associação composta por 1.500 famílias que foram atingidas por algum tipo de violência, principalmente a que ocorre no trânsito. Sua atuação ocorre no estado de Mato Grosso.

Segundo o diretor de trânsito da Secretaria Municipal de Mobilidade Urbana (Semob), Gustavo Albino, a campanha é uma forma de conscientizar a população para que as mortes no trânsito sejam evitadas. O secretário de Mobilidade Urbana, Thiago França, apontou a campanha como muito importante e reiterou que seu objetivo é “sensibilizar a sociedade cuiabana a adotar uma atitude consciente em relação à preservação da vida”.

Os resultados da ação serão informados através de painéis de LED que serão instalados em dois pontos da cidade, os quais exibirão mensagens educativas e orientações para os motoristas, além de realizarem a contagem de quantos dias se passaram sem que houvesse mortes no trânsito.

Dados da Politec (Perícia Oficial e Identificação Técnica) revelam que, de janeiro a outubro deste ano, ocorreram 214 mortes no município em decorrência de acidentes de trânsito. O presidente da AFVV, Heitor Reis, calcula que o número de vítimas deste tipo de acidente chega a mais de 1.000 desde o início da associação, fundada em 1988.

No mesmo dia da inauguração da campanha, 30 novos equipamentos de fiscalização eletrônica instalados na cidade começaram a registrar infrações de trânsito.

Apesar dos inconvenientes que a fiscalização pode gerar aos motoristas, o presidente da AFVV se posicionou a favor da utilização de aparelhos eletrônicos — radares, avanços semafóricos e lombadas eletrônicas — para que os motoristas não excedam o limite de velocidade. Segundo ele, “o objetivo destes equipamentos é salvar vidas. A multa é uma consequência para àqueles que desobedecem as leis de trânsito. Se salvar uma vida, terá valido a pena. Muitas vezes, as pessoas valorizam mais o carro, o patrimônio, do que a própria vida. E esta campanha, junto com a Semob, é muito importante; visa conscientizar as pessoas a dar valor à vida.”

Fernando
 

Nenhum comentário :

Postar um comentário