quarta-feira, 9 de dezembro de 2015

Detran-DF registra diminuição nas multas por excesso de velocidade no distrito

Olá!

Não é incomum haver acidentes no Distrito Federal, sendo que sua principal causa é o excesso de velocidade. Em comparação com 2014, houve uma queda de 14,1% no número de multas por excesso de velocidade no período de janeiro a outubro deste ano. Com base em dados do Detran-DF (Departamento de Trânsito do Distrito Federal) e da PRF (Polícia Rodoviária Federal), houve 798.748 multas desta categoria nos primeiros 10 meses de 2015. Já no ano passado, o número de veículos multados foi de 929.299.

A queda no número de infrações pode ser considerada um ganho. Mesmo que os motoristas só reduzam a velocidade quando estão próximos a radares ou a algum tipo de fiscalização, isso já representa uma maior preocupação por parte dos condutores brasilienses.

Apesar da redução no número de multas, o diretor do Departamento de Trânsito, acredita que a situação ainda é preocupante. Segundo ele, houve diversas campanhas para conscientização de motoristas. “A velocidade é um problema não só no DF, é um problema mundial”, acrescenta.

De acordo com o diretor, houve uma intensificação nas abordagens feitas em vários pontos da cidade. O comportamento dos motoristas passou a ser influenciado também por mudanças no Código de Trânsito Brasileiro, que incluem a alteração do peso da infração de transitar em faixa exclusiva para ônibus (anteriormente era considerada leve, porém passou a ser contabilizada como gravíssima em julho deste ano).

  De janeiro a outubro de 2015, foram registradas 1.453.509 infrações de trânsito, média de 0,89 multa por motorista. Em comparação com o mesmo período no ano anterior, é possível detectar a diminuição: foram emitidas 1.472.632 multas, totalizando uma média de 0,94 multa por motorista. Contudo, se for calculada a média de multas por veículo, será verificado que a proporção não mudou muito: em 2014 havia 1.550.987 automóveis registrados no DF, enquanto neste ano são 1.614.842. A retração foi de apenas 1,3% de um ano para o outro.

A Polícia Rodoviária Federal informou que houve uma operação integrada simultânea em 152 pontos estratégicos no país, incluindo o DF, o que colaborou para o aumento de registro de infrações. Além do uso de radares, também são utilizadas ações educativas, como o Cinema Rodoviário, que convida condutores a assistirem vídeos de conscientização no trânsito. De acordo com a PRF, a causa principal de mais de 93% dos acidentes é a imprudência.

Fernando
 

Nenhum comentário :

Postar um comentário