quarta-feira, 2 de dezembro de 2015

DETRAN MT - Novas regras para a fiscalização da Lei Seca

Olá!

Nesta segunda-feira, dia 30 de novembro, aconteceu em Cuiabá uma reunião na sede do Departamento Estadual de Trânsito de Mato Grosso (DETRAN) entre servidores das forças de segurança pública de 10 municípios do Estado. O objetivo desta reunião era discutir como se dará a ampliação da operação Lei Seca no interior de Mato Grosso. Estão envolvidos na operação o Governo do Estado, a Secretaria de Estado de Segurança Pública (SESP) e o DETRAN, além de outros parceiros.

A expansão do programa, que está prevista para começar em 2016, acontecerá nas seguintes cidades: Cuiabá, Várzea Grande, Sinop, Rondonópolis, Alta Floresta, Sorriso, Lucas do Rio Verde, Barra do Garças, Cáceres e Tangará da Serra.

Rogers Elizandro Jarbas, presidente do DETRAN, afirmou ser favorável à extensão da Lei Seca ao interior, pontuando que é necessário trabalhar em três frentes: o aumento da fiscalização, a educação no trânsito — a qual, segundo ele, já está sendo levada aos habitantes — e ações repressivas da operação.

Estas podem ser exemplificadas pelos acontecimentos do último sábado, dia 28. Durante uma blitz na capital do estado, foram presos seis motoristas por dirigirem embriagados, enquanto outros 33 tiveram a Carteira Nacional de habilitação (CNH) recolhida pela polícia. Esta operação foi executada em conjunto pelos seguintes órgãos: Polícia Civil, Polícia Militar, Polícia Rodoviária Federal (PRF), Ministério Público, DETRAN e Secretaria Municipal de Mobilidade Urbana (Semob).

Além da blitz citada anteriormente, 16 outras edições da operação foram realizadas em pontos estratégicos das cidades de Cuiabá e Várzea Grande. Estas ações integradas têm o objetivo de reduzir a violência no trânsito ocasionada pelo consumo de bebidas alcoólicas por motoristas, buscando salvar vidas no processo.

Héverton Mourett de Oliveira, secretário executivo do Gabinete de Gestão Integrada da Sesp, explicou que o conceito da operação foi apresentado nesta primeira reunião e que os responsáveis já têm ciência das necessidades da região, o que permitirá a execução do trabalho. Também anunciou que haverá cursos para a capacitação de servidores que integram a Polícia Militar, Polícia Judiciária Civil, Corpo de Bombeiros ou a Politec.

Fernando



Nenhum comentário :

Postar um comentário