terça-feira, 5 de janeiro de 2016

Lei Seca comemora redução nas autuações no litoral potiguar



Olá!

No ano de 2016, a Polícia Militar em conjunto com o Detran realizaram duas ações com a finalidade de fiscalizar o cumprimento das determinações da Lei Seca. Os números iniciais são considerados como positivos pela direção da Operação e mostram que houve uma considerável redução da quantidade de motoristas que ainda insistem no ato de consumir álcool antes de dirigirem. Espera-se que a redução seja equivalente aos anos anteriores (algo próxima de 60%).

No Domingo (3) de madrugada, houve a realização da Operação Lei Seca em Pirangi-RN, próxima a um show. No total, 788 condutores foram parados, ocasião na qual 25 foram autuados administrativamente em função de terem recusado realizar o teste do bafômetro ou porque apresentaram níveis de álcool que eram inferiores aos 0,34 gramas de álcool por litro de ar. Houveram também duas prisões por consumo de bebida alcoólica em níveis superiores ao permitido por lei. 
 
Ainda que a quantidade de flagrantes tenha sido considerada alta, um dos subcoordenadores da operação acredita que esteja ocorrendo uma certa conscientização por parte dos motoristas sobre os riscos de ocorrem acidentes quando se dirige sob efeito de álcool e que  o aumento do número de blitze ajudará a evitar acidentes no litoral potiguar entre os meses de janeiro e fevereiro.


"Para o número de autuações com relação ao ano passado, a diminuição é de até 60%, proporcionalmente. Está surtindo resultado. Ainda é um número alto, mas bem menor do que se ocorria há um ou dois anos atrás", comparou o subcoordenador.
Para existir de fato a redução dos acidentes, tal operação fará seis fiscalizações por semana, das quais duas são blitze de Lei Seca e outras quatro serão postos de abordagens nas praias. O foco é evitar acidentes nas orlas das praias nas quais é proibida a circulação de veículos.

 
Ressalta-se que a multa para condutores que trafegarem em locais não permitidos é de R$ 83,13, a infração é considerada média e gera penalização de quatro pontos na CNH. Aqueles motoristas que dirigirem sob efeito de álcool terão como penalidade uma multa no valor exorbitante de R$ 1.915,40 e terão o direito de dirigir suspenso por um período de 12 meses.


Fernando



Nenhum comentário :

Postar um comentário