quinta-feira, 15 de agosto de 2013

Detran/SP alerta para novo golpe na internet

Olá! 

O Departamento Estadual de Trânsito de São Paulo (Detran.SP) alerta para um novo e-mail falso que circula na internet, desta vez sobre a suposta clonagem de Carteiras Nacionais de Habilitação (CNH). A mensagem pede que o condutor abra um arquivo anexo – que diz ser um relatório de investigação do caso – e o orienta a entrar em contato em até 48 horas. 

Além de conter graves erros de gramática, como o trecho “Todos as informações esta contida”, a mensagem usa a logomarca antiga do Departamento (em azul e laranja), de quando era vinculado à Secretaria de Segurança Pública. Além disso, o endereço do remetente (info@detran.com) não pertence ao Detran.SP – que é um órgão do Governo do Estado de São Paulo e, portanto, não utiliza a terminação .com. 

O texto do e-mail traz, ainda, outras imprecisões que precisam ser esclarecidas. A mensagem diz que a suposta clonagem da CNH foi identificada em “monitoramento no banco de Dados da instituição do Denatran”. Na verdade, o Detran.SP tem o seu próprio banco de dados, que é interligado ao banco do órgão federal, no qual as habilitações são registradas. 

Outro trecho da mensagem falsa afirma que se o cidadão não entrar em contato o mais rápido possível, terá a CNH cancelada. O Detran.SP informa que uma CNH só é cancelada quando obtida de forma fraudulenta. O que existem são bloqueios que impedem a renovação do documento, como no caso de condutores que somam 20 pontos ou mais na carteira ou que foram autuados por embriaguez ao volante, por exemplo. 

O e-mail também diz que se o caso não for esclarecido no prazo informado, um "inquérito judicial" será gerado. Outro erro grave, pois esse procedimento, como o próprio nome diz, só pode ser adotado pela Justiça. 

Alertas: É importante alertar que o Detran.SP não envia e-mails para os cidadãos, exceto nos casos de resposta às manifestações enviadas a seus canais de atendimento (Disque Detran, Fale com o Detran e Ouvidoria). Toda comunicação do Departamento com os condutores e donos de veículos é realizada de duas formas: correspondência enviada pelos Correios ao endereço de cadastro ou mensagem de texto via celular (quando autorizado previamente). 

Mensagens desse tipo são classificadas como SPAM (lixo eletrônico). Geralmente, contêm vírus que podem danificar o computador, além de copiar dados pessoais, como endereço, número de documentos e senhas de acesso a sites. Por isso, ao receber e-mails como esses, os cidadãos não devem abrir arquivos anexados ou clicar em links. 

Recentemente, voltou a circular na rede outro e-mail falso, sobre infrações supostamente registradas no veículo do cidadão, com cobrança de multas. O Detran.SP também não envia cobranças pela internet. Toda notificação de autuação e boletos para pagamentos de multas são encaminhados via Correios. 

No portal do Detran.SP (www.detran.sp.gov.br), é possível consultar pontos na carteira, dados de veículos ou multas de responsabilidade do Detran.SP (somente aquelas aplicadas pela Polícia Militar). Porém, para ter acesso às informações é preciso fazer um cadastro, com criação de login e senha de uso pessoal, garantindo a segurança do acesso. 

Atualmente, o Detran.SP oferece 20 serviços que podem ser feitos pela internet, de forma segura, como 2ª via da habilitação, solicitar a CNH definitiva, consultar as multas de um veículo e alterar endereço, entre outros.

ATENDIMENTO AO CIDADÃO:
Disque Detran.SP
Capital e municípios com DDD 11: 3322-3333.
Demais localidades: 0300–101–3333.
Atendimento de segunda a sexta-feira, das 7h às 20h, e aos sábados, das 6h30 às 15h.

Fernando
 
Veja também:


Defenda-se de Multas de Trânsito-1280 MODELOS DE RECURSOS DE MULTAS













Fonte: Detran.SP alerta para novo golpe na internet. Portal DETRAN/SP. Disponível em http://www.detran.sp.gov.br/, acesso em 15 de agosto de 2013, às 08h10

Tanque cheio: Abastecer mais que o limite pode custar muito caro

Olá!

Muita gente tem uma mania que pode prejudicar o veículo e custar caro. Encher o tanque mais que o indicado pela montadora é prejudicial.

Vamos imaginar a cena, muito comum nos postos de combustível. Você diz para o frentista completar o tanque e escuta aquele click comum da bomba. Isso indica que o reservatório está cheio. Mas aí você olha o valor, o frentista, também e ele diz: "posso completar até fechar um valor redondo em dinheiro?" E aí você acaba cedendo e ele completa um pouquinho a mais.

Amigo leitor, nunca mais faça isso! Ao longo do tempo, o excesso de álcool ou gasolina pode prejudicar uma peça do seu automóvel e provocar falhas graves no funcionamento.

Se ele receber álcool ou gasolina além do necessário, esse excesso atingirá o filtro de cânister, uma peça responsável por evitar que gases tóxicos, os hidrocarbonetos, cheguem ao meio ambiente. O líquido irá molhar a peça, que tem carvão por dentro.

Além de prejudicar a peça, que precisará ser trocada, o combustível no cânister faz soltar as partículas de carvão que existem dentro dele. O carvão acaba parando no tanque e pode ser sugado pela bomba de combustível, provocando falhas ao chegar no sistema de injeção, é mole?

O resultado? O carro vai demorar a pegar quando for ligado. O motor não vai ter mais aquele desempenho bom, dinâmico e constante.

A capacidade do tanque de combustível informada no manual do proprietário é nominal e corresponde ao primeiro desarme do bico da mangueira da bomba. A capacidade real é cerca de 10% maior e isso explica por que alguns motoristas acham que o posto é desonesto, por entrar mais combustível do que a capacidade conhecida.

Portanto, o abastecimento deve ser considerado terminado ao primeiro desarme do bico da mangueira. O velho método de calcular quanto combustível foi consumido de tanque cheio a tanque cheio, até à boca, agora deve ser de primeiro desarme a primeiro desarme.

E o preço do prejuízo se tiver de trocar o filtro de cânister? Consultamos algumas concessionárias e constatamos os valores. O do Chevrolet Celta 2012, por exemplo, custa R$ 124,00. O do novo Fiat Uno, R$ 247.00.

Em algumas revendas, não tinha a peça em estoque e fomos informados que é um peça com pouca saída. No Toyota Corolla 2010, motor 1.8 litros, flex, o valor vai para R$ 681,28. No Ford Fusion 2012, o custo é de R$ 882,00 e na autorizada que pesquisamos também não tinha em estoque, levando oito dias úteis para chegar.

Dicas
1) Antes de encher o tanque peça para o frentista parar quando a bomba acusar um click sonoro
2) Não vá além do que indica o manual do proprietário do carro
3) Cada veículo tem em sua ficha técnica uma capacidade volumétrica para seu tanque
4) A capacidade real é 10% maior do que quando dispara o click da bomba de combustível
5) Não ande com o tanque vazio, isso também prejudica o veículo e vai causar prejuízo

Fernando
 
Veja também:

Defenda-se de Multas de Trânsito-1280 MODELOS DE RECURSOS DE MULTAS













Fonte: Abastecer mais que o limite pode custar muito caro. Marinho, André. Diário do Nordeste. Disponível em http://diariodonordeste.globo.com/materia.asp?codigo=1303966, acesso em 15 de agosto de 2013, às 08hs

98% dos motoristas não entendem todas as luzes do painel

Olá!

Nada menos do que 98% dos motoristas não sabem o que significam todas as luzes do painel do respectivo carro. Essa foi a conclusão obtida por uma pesquisa elaborada pela Britannia Rescue, seguradora veicular da Europa com ênfase no Reino Unido.


Avaliando os painéis de 15 carros vendidos no continente, a entidade verificou a existência de 99 tipos de sinalização luminosa. Desse número, somente 12 estão presentes em todos os modelos, fato que contribui para o desconhecimento por parte dos motoristas de luzes comuns, como indicação de faróis de neblina e pressão dos pneus.

Entre os modelos avaliados, aquele que possui mais luzes no painel é o Mercedes-Benz Classe E, com 41, seguido por Fiat Punto (33) e Skoda Octavia (31).

Os modelos com menos sinais são Volvo S40, Nissan Micra (no brasil, March) e BMW Série 3, com 21, ou seja, quase metade do Classe E. 

Veja abaixo a lista dos 15 carros avaliados:
Mercedes Benz Classe E – 41 luzes
Fiat Punto - 33
Skoda Octavia - 31
Vauxhall Corsa - 28
Toyota Yaris - 28
Audi A3 - 28
Seat Ibiza - 27
Land Rover Freelander - 26
Renault Clio - 26
Ford Fiesta - 25
Citroen C3 - 25
Peugeot 207 - 22
BMW Série 3 - 21
Nissan Micra (March) - 21
Volvo S40 - 21

Fernando
 
Veja também:

Defenda-se de Multas de Trânsito-1280 MODELOS DE RECURSOS DE MULTAS














Fonte: 98% dos motoristas não entendem todas as luzes do painel. Exame.com. Disponível em http://exame.abril.com.br/estilo-de-vida/carros-cia/noticias/98-dos-motoristas-nao-entendem-todas-as-luzes-do-painel, acesso em 15 de agosto de 2013, às 07h41

terça-feira, 13 de agosto de 2013

Golpe da falsa multa de trânsito

Olá!

O golpe da falsa multa de trânsito, já velho conhecido da polícia e de muitos motoristas, está de volta e fazendo vítimas em todo o Brasil. As queixas já são tantas que o Departamento Nacional de Trânsito (Denatran) e diversos departamentos estaduais divulgaram nota alertando a população sobre a fraude.

De acordo com o Denatran, o golpe é simples: criminosos fotografam veículos que estão trafegando em uma determinada via e, então, com o número da placa registrado e de posse do endereço do motorista, os golpistas falsificam boletos de pagamento de multa e os enviam ao usuário. Nesse suposto boleto consta o número de uma conta bancária na qual deve ser efetuado o depósito do pagamento.

O Denatran recomenda aos usuários que ao receberem o documento referente à multa acessem o site do respectivo Departamento Estadual de Trânsito (Detran) e consultem, por meio do número da placa do veículo, se há de fato algum registro de infração.

A maior parte dos golpes estão sendo aplicados no estados de São Paulo e Paraná. A Polícia Rodoviária Federal paulista descobriu, nesta semana, um esquema de emissão de multas falsas de trânsito para extorquir motoristas e empresas da região.O Detran do Paraná também emitiu nota alertando os motoristas quanto ao golpe e orientando-os a certificarem-se sobre a veracidade dos autos de infração.

Nesta semana pelo menos 10 motoristas foram lesados pelos falsários, mas a polícia estima que o esquema seja muito maior em razão dos valores baixos cobrados pelas multas (até R$ 100) e por envolver uma das principais rodovias do país. Na via Dutra, uma das mais movimentadas do país, passam cerca de 110 mil carros todos os dias só em um trecho que corta Taubaté.

“A ideia da quadrilha deve ser enviar vários boletos de valores baixos para não chamar a atenção’, disse o inspetor chefe da PRF de Taubaté, Luiz Ernani Guedes

Fernando

 
Veja também:


Defenda-se de Multas de Trânsito-1280 MODELOS DE RECURSOS DE MULTAS













Fonte: Golpe da falsa multa de trânsito volta a fazer vítimas. Dourados Agora. Disponível em http://www.douradosagora.com.br/policial/golpe-da-falsa-multa-de-transito-esta-de-volta, acesso em 13 de agosto de 2013, às 08hs00
Foto: Reprodução

quarta-feira, 7 de agosto de 2013

Quanto vc paga de imposto ao comprar um veículo?

Olá!

Adquirir um carro no Brasil é caro e todo mundo sabe disso. Mas poucos conhecem o quanto de imposto é dado ao governo quando se compra um 0km. O iCarros reuniu as principais taxas e mostra o quanto seu carro poderia ser mais barato sem elas.

Segundo dados do IBPT (Instituto Brasileiro de Planejamento Tributário), o ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços) é maior vilão. Ele incide sobre o valor de custo do carro, é estadual e arrecadatório, o que significa que não tem destinação específica a não ser os cofres dos Estados. Em São Paulo, que tem a maior frota de carros, a alíquota é de 12%.

O IPI (Imposto sobre Produtos industrializados), que todos creem ser bastante significativo, tem alíquota de apenas 2% sobre carros com motorização flex até 1.0 e de 8% para motores flex de 1.001 cm³ até 2.000 cm³. A tabela vale para carros fabricados no Brasil ou cujas marcas sejam beneficiadas pelo Inovar-Auto. No caso de importados de países que não possuem acordos comerciais, são adicionados mais 30 pontos porcentuais. Neste caso, a alíquota é de 32% e 38%, respectivamente. O IPI também uma taxa sem uma destinação específica.

A Cofins (Contribuição para Financiamento da Seguridade Social) serve para financiar o INSS, que paga benefícios como aposentadorias e seguro-desemprego. A mordida dessa taxa é de 7,6%. O PIS (Programa de Integração Social) pega ainda 1,65% sobre o preço de custo do carro e para pagar abonos salariais a profissionais para quem recebe salário mínimo.

No total, 33,81% do preço final de um carro 1.0 é representado por impostos, número que chega a 38,7% no caso dos carros com propulsor maior. Além das taxas na compra, o consumidor paga mais três anualmente, referentes à manutenção do veículo: IPVA, taxa de licenciamento e o DPVAT.

O IPVA (Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores), assim como o ICMS, é estadual e não há lei que defina que sua arrecadação vá para a conservação de estradas ou outros serviços relacionados. Cada Estado define uma alíquota, sendo que a maior é a de São Paulo, onde os proprietários pagam 4% do valor de venda do veículo anualmente. Em outros Estados, a alíquota fica entre 1% e 3%. Já o licenciamento é uma taxa para a renovação do CRLV (Certificado de Registro e Licenciamento do Veículo). Ou seja, você paga para renovar o documento do seu carro. A taxa é federal, controlada pelo Detran, com valor fixo e reajustado anualmente. Em 2013, seu valor é de R$ 65,66.

Danos Pessoais causados por Veículos Automotores, o DPVAT, como o nome diz e como é chamado, é um seguro obrigatório. Sua arrecadação se presta a pagar indenizações a pessoas envolvidas em acidentes causados por veículos. No caso dos carros, custa R$ 101,16 e para motos sai por R$ 292,01. Confira agora quanto custariam os carros mais vendidos sem impostos.

Fernando
 
Veja também:


Defenda-se de Multas de Trânsito-1280 MODELOS DE RECURSOS DE MULTAS













Fonte:Quanto de imposto você paga no carro? Moreno, Thiago. iCarros. Disponível em http://www.icarros.com.br/noticias/mercado/quanto-de-imposto-voce-paga-no-carro-/14740.html, acesso em 07 de agosto de 2013, às 13h50